03 Mai 2017

 Arquivado em: blog

Quase quatro meses se passaram desde o meu não-retorno. Chamei de [não]retorno porque prometi voltar para estas andanças de blogs e acabei por não voltar mesmo. Muita coisa aconteceu desde então, muita coisa passou nesta minha cabeça, muita merda lá passou, e derivado a toda essa merda eu preferi abster-me de escrever por aqui, porque o foco do blog não era para ser de textos enfadonhos e depressivos sobre tristezas e raivas, mas para ser sobre coisas bonitas, fotografias, o lado bom da vida (e algum conteúdo do mundo das séries/filmes/e afins pelo meio).

Como a minha vida não estava mais bonita e colorida, apenas se baseava numa paleta de [não]cores em vários tons de cinza (e [in]felizmente não estou a falar dos 50 tons de cinza!), tal e qual como o visual deste blog (quem diria!!!), eu preferi afastar-me deste blog, de qualquer blog para depois não me arrepender algum dia das coisas pesadas que fosse escrever.

Se foi difícil guardar todo esse sufoco para mim, foi e continua a ser. Tudo seria mais fácil se recorresse à escrita criativa, o problema é que não sei fazê-la e nem sei se algum dia soube.

Desavenças sobre a identidade do blog à parte, estarei de volta, mas para já só com fotos, preciso arranjar um ritmo para empregar o blog na minha rotina semanal e para já com fotos será mais fácil.

A minha vida continua uma paleta de vários tons de cinza, mas vamos tornar ela com uns tons clarinhos de alguma cor, nem que para isso as márcaras voltem, fazemos de conta que está tudo bem quando estiver a nadar na lama 🙂

Abraços & Beijinhos ♥



 Escrito por Mari Souza


07 Jan 2017

 Arquivado em: blog

Ora viva meus caros e minhas caras, sejam Bem Vindos ao Rebêlia, o meu novo blog 🙂 Falo “novo”, porque este não é o meu primeiro blog, já ando nestas andanças há quase 10 anos, em que o meu blog mais duradouro foi o Perle Noire que teve 8 anos de história. O Rebêlia não está a nascer agora porque sim ou porque me apeteceu voltar (também, mas calma que já lá chegamos a essa parte da história). Quando decidi “matar” em Agosto de 2015 o meu bom e velho companheiro desta longa caminhada que é a vida, foi com uma promeça de que voltaria em breve com um novo blog, com um novo nome e novas ideias para ele. No entanto, enquanto criava o design e pensava em tudo para ele, aconteceram uma catrafada de coisas na minha vida e ao mesmo tempo aquele sentimento de “chega, pára de bloggar, faz uma pausa dessa vida”, e fui ignorando esse pedido do além o mais que pude, postando alguma coisa aleatória num outro blog, até que decidi largar e parar de todo por um ano. Nunca tinha parado tanto tempo, tanto tempo sem mexer em códigos, sem escrever alguma parvoíce para um blog que tenha criado, sem visitar ou ler outros blogs.

Fiz isso e voltava a fazer, não me arrependo, tinha mesmo que fazer essa pausa. No entanto, isso traz consequências, uma delas é que ter estado tanto tempo sem mexer em códigos, eu fiquei para trás no tempo, há muita coisa que não sei fazer e o que eu sabia fazer muita coisa ficou esquecida ou está muito enferrujada. Outra das consequências foi a minha escrita, sempre tive dificuldades para escrever, e agora estou pior porque para além de não escrever nenhum texto como deve ser há meses, não leio um único livro há meses, mas pretendo mudar essa situação da leitura agora com o blog, ehehe, por isso, se encontrarem algum erro por aqui, deêm um descontinho, estou dando o meu melhor para evitar ao máximo os errinhos (só o [des]acordo é que não vou querer saber, é SEM ACORDO!).

Estou a tentar retornar com o blog precisamente hoje, dia 7 do primeiro mês do ano de 2017, às 7:17 da tarde (esse post vai para o ar quando marcar essa hora no meu pc, nem que a vaca tussa!) porque tenho uma pancada com números, dizem que o 7 é o número que traz boas energias, vamos lá seguir essa ideia e ver no que dá XD. Sei que muita gente odeia que se fale em “tentar”, “não é tentar, é fazer, blablabla”, estou tentando porque, convenhamos, do jeito que anda a minha cabeça cheia de problemas sem solução à vista nem deveria voltar por hora com um projecto destes que estou a ver se consigo levar para a frente (porque não é só blog, muita coisa está por vir… tudo a seu tempo), no entanto, ando desocupada demais, sem vontade para fazer nada durante o dia a dia de tão desiludida que ando com as situações que aconteceram e que andam a acontecer na minha vida (não pretendo falar delas, o foco do blog não será mais falar da minha vida pessoal), e por isso decidi abrir o blog agora, para eu ter um motivo para me levantar da cama todos os dias: criar conteúdo para este blog, cuidar dele, conhecer outros blogs, conhecer as pessoas que cuidam desses outros blogs… enfim, voltar à activa na vida do mundo dos blogs será para já o motivo para eu ter alguma coisa para fazer para além de me desesperar a enviar CVs para todo o lado e não receber resposta alguma. Por isso digo que vou tentar, porque não sei no que vai dar, espero que agora dando a minha cara no blog eu consiga abrir outras portas para outras coisas que planeie fazer através do Rebêlia.

Para quem não conheceu o Perle Noire, nunca tinha revelado a minha cara nem o meu nome por lá porque na altura falava muita coisa da minha vida pessoal e não queria que colegas de escola e familiares o encontrassem e depois me viessem fazer torça de mim por fazer algo inútil, até porque ter blog há 8 anos atrás era visto como perder tempo com inutilidades, no entanto, os tempos mudaram, hoje em dia quem leva com esse bullying são os Youtubers, mas na verdade ser Youtuber dá muito mais dor de cabeça do que cuidar de um blog, sei disso porque também já andei nesse meio (talvez um dia volte, quem sabe…). A sociedade gosta muito de julgar as pessoas pelo que elas fazem na vida, dando ou não dando dinheiro… não deveria apenas importar a felicidade que a pessoa sente ao fazer aquilo que gosta?? Vamos lá julgar menos se faz favor 😉

Eu sei que o post já vai um pouco longo demais e ainda não falei tudo o que tinha para falar (nunca soube fazer posts curtos, desculpem!!). No Rebêlia pretendo falar unicamente das coisas que gosto, de alguma série que ande a seguir, algum livro que leia, publicar as minhas fotos e dessa forma fazer uma ponte com o meu portfolio fotográfico (por agora só tenho página no Facebook dele, agradeço um likezinho, mas pretendo montar um site e fazer ligação dele com o blog), mostrar as minhas manualidades e quem saiba ensinar os meus leitores a fazer algumas delas 🙂 . Muita coisa está por vir, mas como me dizia uma pessoa, “step by step”, um passo de cada vez e as coisas vão se fazendo, até porque, ainda tenho muita coisa para afinar, ver se me lembro como alargo a área das postagens, criar um twitter novo mais cuidado porque aquele que uso ficará lá escondido nos recantos da internet para quando eu quiser falar toda a merda que eu quiser sem ninguém me julgar, mudar essa conta de instagram que está ligada ao portfolio (não está funcionando dessa forma, pelos vistos), enfim, muita coisinha 🙂

Espero que gostem, se quiserem deixar alguma crítica ou sugestão, mandem pelo formulário de contacto. Até à próxima e espero voltar o mais breve possível com alguma coisa mais interessante sem ser apenas texto, ehehe!!



 Escrito por Mari Souza